Archive for maio \27\UTC 2011

Código Florestal Brasileiro

27/05/2011

*Dalton F. dos Santos

Quão hipócrita é o governo do Brasil (governo Dilma – PT) na discussão do Código Florestal no Congresso Nacional!

Quem mais joga árvores mortas da floresta amazônica no chão é o próprio governo federal.

Deputados e Senadores do Congresso Nacional em Brasília cumprem apenas o papel de papagaios de piratas das multinacionais dos países imperialistas.

Enquanto que a bancada ruralista – sob o comando de Ronaldo Caiado – cuida, além do assassinato de índios e de humildes trabalhadores rurais defensores da floresta amazônica, ao mesmo tempo da expulsão de posseiros das terras nativas que devem ser usadas pelo agro-negócio. O massacre de Eldorado dos Carajás é o melhor exemplo dessa aliança ruralista com as multinacionais, principalmente com a Royal Dutch Shell, e o governo federal.

A Companhia Vale do Rio Doce que foi dada pelo governo FHC ás multinacional a preço simbólico, como acontece hoje com o pós – sal e pré – sal do Brasil, junto com o governo federal é a maior das predadoras da floresta amazônica.

Monstruoso é o depósito de ferro, manganês, cobre, ouro e minérios raros da Serra dos Carajás, no Pará. E a mina de Carajás, da Companhia Vale do Rio Doce, representa apenas um ponto minúsculo da área já em exploração, localizada pontualmente na região norte da falha de Carajás.

Colossal será a depredação da floresta amazônica feita pela Companhia Vale do Rio Doce que acabou de encomendar 19 navios que podem carregar – cada um deles – até 400 mil toneladas de minérios cavados da floresta amazônica.

Na verdade, o governo federal do Brasil – hoje Dilma (PT) -, não quer acerto de contas, em benefício do povo brasileiro, com os maiores dos predadores do meio ambiente. Prefere simular todo um jogo de cena de cartas marcadas no Congresso Nacional, em Brasília, para protegê-los. Pois, são esses predadores que sustentam financeiramente sua campanha eleitoral.

Nenhum envolvimento, muito menos compromisso, o governo brasileiro demonstrar ter com a garantia da vida no planeta Terra.

Dalton F. Santos – ILAESE e diretor do Sindipetro ALSE

Piranhas, 26 de maio de 2011